Consórcio Nordeste apresenta projetos de energias renováveis na União Europeia e assina Termo de Cooperação Técnica com ApexBrasil

Foco Sertanejo
By -

 

No terceiro dia de Missão Internacional na Bélgica, nesta quarta-feira (15), a primeira agenda do Consórcio Nordeste contou com a presença da Princesa Astrid da Bélgica e outros ministros e empresários do país, no Palácio d’Egmont, em Bruxelas. Na ocasião, os representantes belgas anunciaram a realização de uma missão no Brasil em novembro, com cerca de 300 empresários, com o objetivo de conhecer projetos brasileiros e fomentar relações comerciais entre os países. O encontro promoveu aproximação dos chefes do Executivo dos estados do Nordeste e o governo belga.

 

Em reunião com o Comissariado da União Europeia para Parcerias Internacionais, a governadora Fátima Bezerra, presidenta do Consórcio Nordeste, defendeu o estreitamento das relações diretas da União Europeia com os estados do Nordeste na construção de uma agenda comum em torno da transição energética justa, inclusiva e sustentável, e o apoio efetivo dos países membros do bloco econômico europeu ao Fundo da Caatinga.

 

Segundo Fátima Bezerra, o Nordeste, em particular, e o Brasil, de maneira geral, são partes da solução para enfrentamento das mudanças climáticas. Destacou que os estados do Nordeste, em conjunto, respondem atualmente por mais de 80% de toda energia eólica e solar geradas no Brasil, além de ter um impressionante potencial total mapeado, apenas de energia eólica, entre geração em terra e offshore, de 1.000 Gigawatts.

 

"Somente na geração eólica offshore, que é a próxima fronteira a ser desbravada no mercado brasileiro, já temos 109 gigawatts em desenvolvimento no Nordeste, mais que suficientes para produzir anualmente 9 milhões de toneladas de hidrogênio verde. Mas acreditamos que, com a parceria da União Europeia, dos Estados Membros, e da forte indústria europeia, podemos fazer mais. Podemos desenvolver uma inovadora e avançada indústria de baixo carbono, para atender à demanda global, garantindo uma transição energética justa, e, mais do que isso, de realmente descarbonizar a economia mundial”, destacou a governadora na exposição que fez.

 

A governadora Fátima Bezerra também exortou a União Europeia a contribuir com o Fundo da Caatinga, criado para viabilizar projetos de preservação e recuperação da Caatinga e dos Manguezais nordestinos, "fundamental na nossa atuação para encarar os três grandes desafios ambientais: a descarbonização para enfrentar as mudanças climáticas, o enfrentamento da desertificação e a proteção da biodiversidade”.

 

A comissária europeia responsável pelas parcerias internacionais, Jutta Urpilainen, que assumiu o cargo em outubro de 2019, renovando o compromisso de centrar as políticas de desenvolvimento da União Europeia na erradicação da pobreza e na luta contra as desigualdades, reforçou as palavras da governadora Fátima Bezerra: “É extremamente importante que a transição energética seja justa e sustentável, que esteja em total consonância com a segurança, o desenvolvimento e o bem-estar de todos os cidadãos, e de acordo com os anseios dos países que integram a União Europeia”, destacou a executiva.

 

Por fim, houve a assinatura do Termo de Cooperação Técnica entre o Consórcio Nordeste e a ApexBrasil, visando promover as exportações e atrair investimentos estrangeiros, fortalecer a imagem e compartilhar dados para fomentar o comércio, promover relações diplomáticas entre o Nordeste e os países parceiros, além de trabalhar políticas públicas para a atração de investimentos estrangeiros e na promoção das exportações.

 

Também participaram da reunião os governadores Elmano Freitas (CE), Fábio Mitidieri (SE), Jerônimo Rodrigues (BA), Paulo Dantas (AL), Rafael Fonteles (PI), além do vice-governador do Maranhão, Felipe Camarão; o presidente da Apex, Jorge Viana; o superintendente da Sudene, Danilo Cabral; além do vice-presidente executivo e responsável pelo Pacto Verde Europeu, Maroš Šefčovič; e o coordenador de assuntos estratégicos da UE para o continente americano e ex-embaixador da Irlanda no Brasil, Brian Glynn.

 

Consórcio Nordeste e meio ambiente

 

Em setembro de 2023, as governadoras e governadores nordestinos assinaram parceria com o Banco Mundial para avanço na cadeia produtiva do Hidrogênio Verde (H2V) com o objetivo de criar cadeias de valor e um polo de hidrogênio, consolidando o Nordeste como centro de economia sustentável.

 

Em novembro, o Consórcio apresentou à ministra de Meio Ambiente e Mudança do Clima, Marina Silva, proposta para criação do Fundo Caatinga, que destinaria recursos para a preservação do bioma. Na ocasião, ficou acertado que possíveis formatos para o fundo serão avaliados com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), entre outras organizações.

 

Em fevereiro deste ano, o Consórcio assinou documento denominado "Carta de Natal", reafirmando o compromisso do grupo em atuar de maneira eficiente para mitigar os efeitos provocados pela mudança do clima.

 

Após a apresentação do ano passado, o Consórcio e o Ministério de Meio Ambiente e Mudança Climática (MMA) formalizaram, em abril deste ano, a criação do Fundo Caatinga, com aval para o avanço em suas implementações.






 


#buttons=(Ok, Go it!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência.Ver Agora
Ok, Go it!