Ministro conhece sistema de dessalinização que pode ser usado na Foz do Amazonas

Foco Sertanejo
By -

 Uma tecnologia que transforma água salobra em potável para consumo humano utilizando energia solar, localizado na comunidade indígena Serrote São Bento, em João Câmara (RN), chamou a atenção do ministro do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes; do governador do Amapá, Clécio Luís, e do senador da República pelo Amapá, Davi Alcolumbre. O sistema inteligente de abastecimento de água, inaugurado em fevereiro deste ano, foi apresentado às autoridades pela governadora Fátima Bezerra no final da manhã desta sexta-feira (07).

“O Amapá está aqui, com uma comitiva muito representativa, que ‘in loco’ está vendo essa experiência para levar para a região Norte, na medida em que eles também têm problemas semelhantes de acesso à água”, explicou Fátima Bezerra.

“O Amapá requer muito o uso desse tipo de tecnologia, uma vez que o Atlântico está salinizando bastante o Arquipélago de Bailique, de muitas ilhas, onde há 18 mil pessoas vivendo com muita dificuldade em termos de água para o consumo humano. Então, conhecer essa tecnologia é fundamental para que possamos avaliar a possibilidade de lavá-la para lá. A gente está falando da Foz do Amazonas, do maior rio de água doce do mundo. E nós estamos sendo desafiado a resolver um problema de água de qualidade para a população que ali vive”, disse o ministro Waldez Góes.

Foram investidos R$ 8 milhões no sistema de João Câmara. O projeto social foi construído pelas empresas que atuam no campo de energias renováveis no estado, a CPFL Renováveis e a chinesa State Grid, como forma de compensação ambiental.

“É o Rio Grande do Norte servindo de exemplo de governança, através da parceria do poder público com a iniciativa privada. A State Grid é uma das empresas pioneiras na área de investimentos em energias renováveis no estado, se inserindo no contexto que é a compensação, não só do ponto de vista ambiental, mas também do ponto de vista social”, complementa a governadora. 

São 80 mil litros de água dessalinizada por dia, distribuídos através de uma adutora de cinco quilômetros, suficiente para atender cerca de 3.000 pessoas, sendo aproximadamente 800 residências. Tudo isso movido a energia solar. Segundo representantes da empresa, o custo com energia 

convencional seria muito grande, e essa é a inovação do projeto. Além da comunidade Serrote de São Bento, as comunidades Amarelão e Santa Terezinha, também em João Câmara, serão beneficiadas.

A população residente nessas comunidades vivia há décadas em um cenário de escassez hídrica, sendo extremamente dependente de carros-pipas e da compra de galões de água mineral. A partir desse sistema instalado, a água salobra é retirada do lençol freático por um poço de 146m, sendo essa água bruta armazenada em tanques. Com um processo de mais etapas e melhor filtragem que os sistemas de dessalinização convencionais, a tecnologia inovadora utilizada garante uma maior eficácia: a cada litro, 85% da água se torna potável – contra 70% no processo tradicional. Os 15% que restam é rejeito, que está sendo estudada a possibilidade de usá-lo para produção de camarão ou para utilizar essa água para criação de gado. 

“Sou filho natural dessas três comunidades e a gente via o aperreio dessas famílias por água nessa região. E com muita alegria que recebemos esse projeto. Me lembro que chegava na casa do meu pai e não tinha água nem pra beber”, afirmou José Oliveira da Costa, o Zezinho do MST, destacando que o território tem seis comunidades indígenas, o maior território indígena do estado. 

“A gente está pensando em adaptar a solução daqui à Amazônia. Estamos sonhando, porque temos um problema: sem água e sem energia o povo vive sem dignidade, atinge a economia e atinge a saúde. Nós começamos a ter um aumento de casos de hipertensão na população das comunidades por causa do consumo de água salubre”, explicou o governador do Amapá, Clécio Luís. 

“A presença aqui do ministro, dos secretários e equipe do governo é a síntese do que representa o Brasil do ponto de vista da iniciativa. Muitas vezes a iniciativa é o primeiro passo”, destacou o senador Davi Alcolumbre, agradecendo o encontro entre o Norte e o Nordeste.

Também participaram da visita Eduardo Tavares, Secretário Nacional de Fundos e Investimentos do Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional; Giuseppe Vieira, Secretário Nacional de Segurança Hídrica do Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional; Luís André Muniz, Diretor da Agência Nacional das Águas; Jackson Santos, representante do Presidente da Petrobras; Manoel Bernardo, prefeito de João Câmara; os deputados Divaneide Basílio e Hermano Morais; prefeitos e vereadores da região. 

Por parte do governo do estado: o vice-governador Walter Alves; Paulo Varella (SEMARH); Jaime Calado (SEDEC); Daniel Cabral (ASSECOM); Paulo Sidney (IGARN); Hugo Fonseca (SEDEC); Emília Casanova (SEDEC); Benaldo Medeiros (GAC); e André Nunes (IGARN).

Da empresa State Grid e CPFL Energia: Mr. Daobiao Chen, Presidente do Conselho de Administração da CPFL Energia; Gustavo Estrella, Presidente do Grupo CPFL Energia; Gustavo Gachineiro, Vice-presidente Jurídico & Relações Institucionais; Mr. Huang Futao, Diretor Vice-Presidente de Estratégia, Inovação e Excelência de Negócio, e Diretor Vice-Presidente Executivo (interino); Jianchen Tang, Diretor Adjunto de Sustentabilidade State Grid.

FOTOS: Sandro Menezes 

 Assecom/RN





--

#buttons=(Ok, Go it!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência.Ver Agora
Ok, Go it!